Contagem regressiva...

sábado, 30 de outubro de 2010

Por onde andei...

Oi...
Meninas, tenho noticias, não das melhores, mas tenho...
Semana passada fui viajar a trabalho, abri meu e-mail e vi que tinha uma family no meu perfil, family legal, duas meninas, gostei.
No dia seguinte liguei pro meu pai e ele disse que estavam ligando pra mim do programa e que ele não tava entendendo nada porque tavam falando só em inglês. Abri de novo meu e-mail e tava lá um e-mail da host, respondi e coloquei crédito no celular, afinal eu tava do outro lado do país e a gente paga taxa pra receber ligação. No dia que tava voltando a host me ligou, conversamos e a caiu a chamada, meus créditos tinham acabado.
Tudo bem, cheguei em casa depois de 6 horas de viajem entre avião, onibus e taxi e abri meu e-mail, respondi o e-mail da host e combinados dela me ligar no final de semana.
Fiquei o final de semana inteiro em casa e nada de ligação.
Na segunda a host me mandou um e-mail pedindo desculpas, eu respondi, além de responder algumas coisas que ela havia me perguntado. Trocamos vários e-mails, a family era muito legal.
A tarde entro no perfil da CC e cade a family?
Ai meu Deus, quase chorei de raiva, eu super preocupada em chegar logo em casa, ficando em casa todo o final de semana, e ela sai do meu perfil.
No outro dia ela mandou um e-mail agradecendo e dizendo que gostou muito de mim, mas prefere uma au pair fluente, porque quer que ajude a child mais velha nas homework, e sabe que meu intuíto é ficar fluente.
Eu fiquei feliz porque geralmente as families nem dão satisfação.
Mas enfim que venha a próxima family.
Beijos...

sábado, 23 de outubro de 2010

There are places I remember all my life...


Oi...

Meninas voltei e quero agradecer a todos os comentários, é otimo receber apoio...

Eu estive pensando muito sobre tudo...


Eu estou abrindo mão de muitas coisa por causa do programa, mas acredito que isso não é uma coisa ruim, muito pelo contrário, estou cada dia mais aprendendo o significado da palavra "determinação".


Relacionamentos


Há mais ou menos um ano e meio estou sozinha, ou seja, não namoro sério, namorei 3 anos e o namoro acabou, comecei outro namoro que durou 3 meses (queria esquecer o meu primeiro namorado), já imaginam que não deu certo ne? rs.


As vezes percebo que nos meses sozinha curti muito, principalmente minha família, meus amigos, tenho pessoas valiosas na minha vida, e cheguei a pensar que não caberia um namorado nos meus planos, ou seja, abri mão de um namorado por conta do programa, sei que não é fácil começar um namoro e viajar. Muitas meninas viajam namorando, mas é diferente, já namoravam há tempos e a decisão da viajem veio depois, acho que namorar alguém só deixariam as coisas mais confusas...


Nunca pensei que chegaria um dia na minha vida que iria fugir de relacionamentos...rs.


Planos


Outro ponto importante é que não posso me comprometer com nada a longo prazo no Brasil, porque não sei até quando estarei por aqui, não posso começar um curso, comprar algo de maior valor, pois como pagaria um parcelamento? Eu acabei vendendo minha moto para não viajar com pendência aqui no Brasil, além de também quase morrer numa pequena ida ao trabalho ne? rs.


Trabalho


Já conversei com meu chefe, e ele sabe de tudo sobre o programa, ele é muito legal e concorda que isso faz parte para o meu crescimento profissional. Eu sou uma pessoa muito transparente, não consigo esconder a verdade das pessoas, e acho que o ideal é realmente contar tudo no trabalho, porque quando chegar o dia de se despedir ninguém ficará magoado, afinal se você esta na empresa é porque pessoas precisam de você, e com certeza se você sair de um dia pro outro alguém se prejudicará e eu não quero isso, afinal estou há quase 4 anos na empresa que me proporcionou conquistas profissionais, além de um crescimento interno absoluto.


Família


Família é outro ponto que me preocupa, já falei sobre isso em outro post, eu me dou muito bem com meu pai, ele é meu heroi, somos muito parecidos em algumas coisas, e minha mãe também, nos brigamos as vezes, mas acho que isso acontece porque somos também muito parecidas, e o que ocorre é que minha mãe achou um emprego em uma cidade longe de onde eu moro hoje, e meu irmão esta estudando na cidade visinha onde eles moram, meu pai fica um pouco com a minha mãe, e um pouco aqui comigo, o que me deixa bem triste também, afinal ele acaba ficando alguns dias longe da minha mãe e do meu irmão pra não me deixar sozinha, e eu me sinto um pouco culpada. Quando eu for para o programa de au pair, tenho certeza que essa culpa vai sanar, mas e a saudade? Eu tenho certeza que vou morrer de saudade dos meus pais, do meu irmão, da minha avó linda... e a preocupação com cada um deles. Hoje estou acostumada a ficar dias sem vê-los, mas um ano?


Por hora...


É gente, todo mundo diz que quando as au pairs voltam pro Brasil, estão mais maduras, determinadas, mas acho que essas mudanças começam acontecer quando você passar a pensar no programa, e principalmente em todas as fases dele, abrir mão de tudo para um sonho, o sonho de conhecer uma nova cultura, uma nova lingua e principalmente de uma nova Evelin, que virá para curtir um Brasil com novos olhos, e com certeza dar muito mais valor a vida.
Que Deus abeçõe a todas as futuras e atuais au pairs, afinal não é fácil... Ele sempre esta ao meu lado, e tenho certeza que me dá força todos os dias da minha vida.


Obrigada pela companhia de vocês, adoro abrir o blog e ver que vocês comentaram, e eu adoro acompanhar o blog de todas vocês também.


Beijos...

sábado, 16 de outubro de 2010

Confiando...

Oi...

Meninas to triste...rs.

É sério, there is not family in my profile, de novo...

Eu to muito chateada sabe, muito mesmo...

Essa semana eu fui buscar minha PID, a unica coisa ruim é o valor da PID, muito caro, mas é bem simples, acesse o site do ciretran e lá encontrará o link, tire duas cópias do formulário, vá até o banco Nossa Caixa, (na minha cidade eu fui no Banco do Brasil, mas deu tudo certo), entreguei o formulário preenchido que peguei no site do ciretran + comprovante de pagamento da taxa + copia da minha carta, após duas semanas retirei.

Depois que fiz fiquei preocupada porque se tivesse validade de apenas 1 ano não seria util no final do meu ano de au pair, mas a validade vai até a validade da minha CNH.

Ai meninas to muito desanimada viu...

Já fiz até listinha do que vou levar na mala, em outro post eu coloco pra vocês verem se esqueci de algo.

Acredito que não embarco esse ano, mas...

Estou online desde agosto, será que realmente é motivo pra tristeza?

Sorry girls, mas eu precisava expor meus sentimentos...

Eu confio em Deus e eu tenho certeza que vai dar tudo certo.

Tem uma música que eu amo: "Você vai ver, vai dar tudo certo, pois Jesus esta sempre por perto, tempestade já vai embora e a bonança virá sem demora"...

Beijos...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Meu Sonho que poderia virar um pesadelo...

Meninas, sério... as duas últimas semana foram um sonho e pesadelo pra mim...

Uma família de Boston estava com meu perfil, e a host mom me ligou duas vezes, não eram kids efetivamente e sim teens, uma girl de 14 e um boy de 11.

A mom muito simpática, disse que queria uma pessoa com pratica em direção...

Opa eu amo dirigir, dirijo todos os dias, viajo sozinha, e nas férias e feriados levo meus priminhos comigo, não tem preocupação nenhuma com o fato de dirigir...

Match perfeito?

Não... a Mom me disse que como as kids dela são grandes ela precisaria de uma pessoa que ajudasse na organização da casa, e mais uma vez estava perfeito pra mim...

Meninas eu sempre ajudei minha mãe com os afazeres domésticos, e hoje em dia meus pais vivem em Itanhaem, ou seja, eu me viro muito bem sozinha...

Mas, acreditem ou não ela queria porque queria uma pessoa que ficasse responsável mais pela limpeza da casa, ela não tinha empregada, e uma pessoa vinha a cada 15 dias, e eu perguntei se era light housekeeping, e ela desconversava, ou seja, eu ia ser a empregada? Pera ai... eu questionei exatamente o que ela queria e ela ficou brava comigo...

Ela enfatizou também que não quer uma au pair baladeira, porque em Boston é perigoso, e eu não sou baladeira, era mais um ponto positivo a meu favor, aqui no Brasil eu saio as vezes com amigos, mas minha vontade nos EUA é economizar e viajar, vocês perceberam no post anterior que já tenho vários lugares pra conhecer ne? E balada além de eu não gostar eu posso ir no Brasil mesmo...rs. Segundo ela quanto a viajens não teria problema.

Conversei com meus pais e eles disseram que realmente era a família ideal, porque meu hobby é organizar, e eu sou super simples, não me importo em limpar, e ainda levar as kids pra cima e pra baixo de carro era ótimo...

A mom ligou de novo e disse que queria que eu fosse feliz na casa dela, e eu disse que seria e ajudaria sim em tudo que fosse preciso, mas aí ela tocou novamente no quesito limpeza, e eu concordei, e ela perguntou novamente se eu estaria feliz com eles, eu disse que sim, já que não seria a empregada e sim au pair (eu me escrevi pra ser au pair right?), ela me mandou um mega e-mail, e uma parte dizia uma coisa meio grosseira, fiquei pasma ne? Eu já tinha concordado ajudar ela nos afazeres domésticos, e ainda ia preparar o jantar, arrumar a cozinha antes de ficar off. Coloquei tudo na mão de Deus, Ele sabe de tudo, e que se fosse mesmo pra ser bom pra mim daria certo...

Essa family não saia do meu perfil, todo dias acompanho e ela tava lá indecisa, mas graças a Deus saiu... acho que eu sou uma pessoa simples, sei fazer desde comida até lavar roupa, e nos EUA é bem mais simples essas atividades, eu tenho certeza que não teria problema em limpar, mesmo porque sou extremamente organizada, não consigo ver as coisas fora do lugar, mas o que será que essa family queria exatamente? A Maid?

Sorry, I want to be an au pair...rs.

Eu sei que vou trocar fraldas, limpar, cozinhar, eu faço tudo isso, mas vamos falar a real, nada de surpresa ne?

E que venha a próxima family...

Beijos...